terça-feira, 7 de julho de 2015

Grécia e minério de ferro são destaques

Bom dia investidor!


Ásia fechou em direções mistas.
Japão +1,31% e China -1,29%.

Europa trabalha majoritariamente em baixa, mas já esteve mais animada no início das negociações.

Alemanha recua -0,90% e França cai -0,74%.

Na Grécia, bancos e bolsa permanecem fechados.

A reunião de líderes da zona do euro prevista para esta terça-feira não trará uma solução para a crise financeira da Grécia, afirmou hoje o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, indicando que os gregos precisarão negociar bastante para continuar no bloco.

"A solução não virá da noite para o dia", disse Juncker ao Parlamento Europeu, em Estrasburgo. "Se chegássemos a uma solução hoje, seria uma solução simplista."

No cenário interno, a Petrobras se mantém no radar, desta vez com a notícia de que, por decisão cautelar do Tribunal Arbitral, a estatal terá de depositar trimestralmente R$ 350 milhões em favor da ANP por conta de resolução que unifica os campos do complexo Parque das Baleias, na Bacia de Campos.

No setor financeiro, Bradesco e Santander fizeram oferta pelo HSBC Brasil, segundo fontes, enquanto o BicBanco foi rebaixado pela S&P para grau especulativo e teve seus ratings colocados em observação negativa.

O minério de ferro perdeu 4,4% e fechou abaixo de US$ 50/T na China, o que deverá pressionar siderúrgicas e os papéis da Vale.

Futuros norte-americanos operam próximos da estabilidade, mas já trabalharam em forte alta mais cedo.

O gráfico diário do Ibovespa mostra o benchmark inclinado para a venda e com fechamento abaixo de 52.548, 52.460, 52.318 e 52.285, importantes suportes que agora serão resistências em caso de repique.

O alvo para o curto prazo seria algo em torno de 50.885 e 50.973.




Bons negócios!
Wagner Caetano
Top Trader

Nenhum comentário:

Postar um comentário