sexta-feira, 17 de julho de 2015

Cenário político no Brasil é destaque

Bom dia investidor!


Ásia fechou em alta.

Japão +0,25% e China 3,51%.

Europa trabalha em direção única e a bolsa de Atenas continua fechada, assim como os bancos.

Futuros norte-americanos tem movimento lateral.

Nasdaq bateu máxima histórica no pregão de ontem.

A inflação ao consumidor e dados da construção serão conhecidos às 9h30 nos EUA, enquanto Fischer, vice do FED, discursa às 11h.

O Parlamento alemão vota hoje o programa de ajuda financeira à Grécia, enquanto nos EUA a inflação do CPI é importante para as apostas ao FED.

Petróleo trabalha de lado e cobre recua 1,05%.

A retaliação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ao Palácio do Planalto por causa da acusação feita pelo lobista Júlio Camargo de que ele teria cobrado US$ 5 milhões terá seu primeiro capítulo nesta sexta-feira (17). Desafeto da presidente Dilma Rousseff, o peemedebista oficializará o rompimento com o governo.

Na quinta-feira, após a divulgação da delação de Camargo, Cunha encontrou-se com o vice-presidente da República, Michel Temer, comandante do PMDB, para tratar do assunto. O rompimento foi revelado pelo site da revista Época na noite de quinta. Cunha confirma a informação.

O gráfico diário do Ibovespa continua sem definição.

As linhas de tendência tracejadas na imagem poderão servir de balizamento para o curto prazo.

Expectativa pela Moody's, que poderá anunciar a qualquer momento o rating do Brasil.



Bons negócios!
Wagner Caetano
Top Trader

Nenhum comentário:

Postar um comentário