quarta-feira, 10 de junho de 2015

Grécia e indicadores internos no radar

Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam em baixa, em sua maioria.

Japão: -0,25% e China -0,15%.

Após fortes quedas recentes, as bolsas no velho mundo trabalham em campo positivo.

FTSE: +0,36%.
DAX: +1,00%.
PCAC: +0,92%.

A agenda é fraca no exterior, onde o risco Grécia continua ameaçando.

Teremos os estoques semanais de petróleo nos EUA.

Futuros norte-americanos em alta de cerca de 0,30%.

Cobre em alta superior a 1%, petróleo avança 1,80% na NYMEX e sobe 1,54% na ICE.

No cenário interno, a maior expectativa é para a votação do projeto que revê as desonerações da folha de pagamento, esta tarde, na Câmara.

Com a proposta, o governo espera economizar R$ 12 bilhões/ano, mas a aprovação não está garantida.

Ainda teremos o fluxo cambial às 12h30.

O IPCA divulgado há pouco mostrou alta de 0,74% em maio, ante 0,71% em abril, superando o teto do intervalo das projeções (0,50% a 0,68%).

Chama a atenção a atuação dos investidores estrangeiros no índice futuro no pregão de ontem.
Eles reduziram a posição vendida de forma significativa, de 64.858 para 46.766 contratos de índice futuro.

Existe um gap intradiário aberto no contrato Winm15, em 53.650.

O mercado está tentando fechar esse espaço sem negócios a qualquer preço, vide as movimentações malucas ontem após o fechamento do mercado à vista e na abertura de hoje.

O gráfico diário do Ibovespa mostra o mercado com uma LTA de curto prazo perdida, porém baixa firme somente se fechar abaixo de 52.665 e tiver volume para penetrara forte região de suporte entre 52.285, 52.320 e 52.460.

Bons negócios!



Wagner Caetano
Top Trader

Nenhum comentário:

Postar um comentário