segunda-feira, 1 de junho de 2015

China e Grécia no radar

Bom dia investidor!

No início de maio eu fiz um relatório com o título: "Sell in may and do away".

Alguns indícios apontavam para um mês negativo e trabalhamos forte na venda.

Para esse mês que se inicia, a segunda-feira abre o período com alta generalizada mundo afora.
China: + 4,71%.
Japão: + 0,03%.
Alemanha: + 0,64%.
França: + 0,65%.
Inglaterra: + 0,12%.

Petróleo em queda e sobre de lado.

Futuros norte-americanos trabalham em alta de cerca de 0,5%.

Na China, o PMI industrial oficial subiu a 50,2 em maio ante 50,1 em abril.

O resultado ficou levemente abaixo de média das previsões de 11 economistas consultados pelo Wall Street Journal, de 50,3.

O subíndice de novos pedidos subu a 50,6 em maio ante 50,2 do mês anterior, enquanto o subíndice de produção avançou a 52,9 de 52,6.

O PMI de serviços oficial caiu para 53,2 em maio, em comparação com 53,4 em abril.

Já o PMI industrial medido pelo HSBC subiu a 49,2 em maio, de 48,9 em abril.

Na Europa apesar da alta, a Grécia continua no radar, especialmente após críticas de Tsipras.

No cenário interno, o ajuste fiscal continua em pauta.

O relatório Focus divulgado há pouco apontou IPCA para 2015 de 8,37% para 8,39% e retração do PIB para 2015 de 1,24% para 1,27%.

O gráfico diário do Ibovespa mostra o mercado doméstico claramente vendido, porém um repique para hoje não está descartado.

Existe um suporte na região entre 52.710 e 52.735 montado entre junho e julho de 2014 fora do radar das investidores, meio escondido no gráfico.

Circulei o ponto com uma elipse azul.




Bons negócios!
Wagner Caetano
Top Trader

Nenhum comentário:

Postar um comentário