terça-feira, 5 de maio de 2015

China e ajuste fiscal na mira dos investidores

Bom dia investidor!

Estrangeiros diminuíram a posição comprada de 90.363 para 85.618 contratos de índice futuro no pregão de ontem.

Na China tivemos fechamento em forte baixa: - 4,06%.

Europa trabalha majoritariamente em queda.

Grécia cai 4,93% e Alemanha cede 0,24%.

Futuros norte-americanos em baixa.

No cenário interno, o balanço do banco Itaú deverá impactar as ações do setor financeiro.
O maior destaque fica por conta do ajuste fiscal.

Planalto montou uma operação de guerra para garantir apoio às MPs 664 e 665, que restringem o acesso aos benefícios previdenciários e trabalhistas.

Podem ir a plenário amanhã na Câmara.

Petróleo e metais em alta.

Ibovespa tocou ontem uma região de forte resistência: 57.360, ponto que gerou uma forte queda em novembro de 2014.

Fechou levemente abaixo.

Um recuo no pregão de hoje seria um sinal de cansaço da força compradora.

O ponto que define o caminho do benchmark para o curto prazo é 56.965.

Abaixo dele teremos um rompimento falso e sinaliza baixa para o curtíssimo.

Acima desse patamar teremos um novo pivot de alta.

O pregão de hoje será decisivo.



Bons negócios!
Wagner Caetano
Top Trader

Nenhum comentário:

Postar um comentário