quinta-feira, 23 de abril de 2015

Balanço da Petrobras e PMI Industrial na China no radar

Bom dia investidor!

Estrangeiros iniciam o pregão comprados em 81.914 contratos de índice futuro.

Apesar da alta de ontem eles diminuíram o saldo em 270 contratos.

Europa em forte baixa.

Futuros norte-americanos em baixa moderada, assim como o petróleo em Londres e Nova York.
O índice GFK de confiança do consumidor alemão subiu a 10,1 em maio, máxima desde 2001, por outro lado os PMIs vieram fracos e, juntamente com os receios em relação à Grécia, derrubam as bolsas no velho mundo.

Frankfurt: - 1,36%.
Paris: - 0,97%.

Na China, o PMI industrial preliminar medido pelo HSBC caiu a 49,2 em abril, menos nível em 12 meses.

O natural seria um impacto negativo em ações de siderurgia e mineração, porém alguns investidores podem interpretar a fraqueza do indicador como sendo motivo para mais estímulos econômicos.

No cenário interno, a Petrobras divulgou o balanço tão aguardado.

Perdas de R$ 6,1 bilhões com corrupção apurada pela Lava Jato e desvalorização dos ativos de R$ 44,6 bilhões.

O prejuízo acumulado em 2014 foi de R$ 21,5 bilhões.

ADR da estatal cai 4,82% no pré-mercado nos EUA.

O gráfico diário do IBOV mostra que o benchmark respeitou ontem a linha superior do canal de alta rompido como suporte.

O rompimento de 54.960 seria um sinal de força compradora e continuidade da alta.

Porém, espera-se um pregão negativo para essa quinta-feira, com o teste de da linha superior do canal mais uma vez como o movimento mais provável.



Bons negócios!
Wagner Caetano
Top Trader

Nenhum comentário:

Postar um comentário