segunda-feira, 9 de março de 2015

China, Grécia e Lava Jato no radar

Investidores estrangeiros iniciam a semana comprados em 90.809 contratos de índice futuro.

Na China, houve aumento de 48,3% nas exportações em fevereiro na comparação anual, revertendo a queda de 3,3% em janeiro e ficando bem acima da previsão de analistas que estimavam um aumento de 13,3%.

Já as importações caíram 20,5% no mês também na comparação anual, recuo maior que os 19,9% registrados em janeiro.

Analistas estimavam que o número ficaria na casa dos 10%.

Na Alemanha, o superávit comercial caiu para 19,7 bilhões de euros em janeiro; previsão 21,3 bi.

Bolsas no velho continente pesam no dia de reunião do Eurogrupo, Grécia na pauta.
Futuros norte-americanos em baixa às 9h05 dessa segunda-feira.


Petróleo em leve baixa e cobre em leve alta.

Mineradoras caem em Londres refletindo dados chineses.

No cenário interno, o relatório Focus apontou IPCA para 2015 de 7,47% para 7,77% e retração do PIB de 0,58% para 0,66%.

Diante da crise política que envolve nomes importantes divulgados no final de semana, do pronunciamento da presidente Dilmamal recebido pela população em tempos de ajuste fiscal necessário para evitar a perda do grau de investimento, o caminho mais natural para hoje seria de queda para o Ibovespa.

O gráfio diário mostra perda de uma LTA importante.

O alvo de curto prazo fica em 48.722.



Wagner Caetano
Top Trader

Nenhum comentário:

Postar um comentário