terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Investidores miram China e Grécia

Investidores estrangeiros aumentaram o saldo comprado para 52.543 contratos de índice futuro no pregão de ontem.

No exterior as commodities bolsas operam em direções mistas, com um driver positivo: estímulos na China que deverão continuar em maior escala por causa dos dados fracos de inflação (PPI e CPI) e um negativo: Grécia, que rejeitou medidas de austeridade por meio de seu premiê Alexis Dsipras.

A escalada dos conflitos na Ucrânia também aumentam a aversão ao risco.
Xangai fechou em alta de 1,5%.

Ainda no gigante asiático o minério de ferro fechou mais uma sessão em alta, subindo 1% e cotado a US$ 62,2 a tonelada.

No cenário interno, ontem tivemos uma sessão de forte alta, com especial destaque ao setor de siderurgia.

Houve rompimento das médias móveis, que agora são suportes imediatos.

O desafio é romper a LTB desenhada no gráfico, que poderia impulsionar o benchmark ao seu maior desafio, a máxima do anona região de 50.280.




Wagner Caetano 
Top Trader

Nenhum comentário:

Postar um comentário