quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Corte de juros na China e Petrobras no radar

Bom dia investidor!

O PMI de serviços medido pelo HSBC caiu para 51,8 em janeiro na China, de 53,4 em dezembro.

PBOC cortou os compulsórios bancários no país em 0,5 ponto porcentual, liberando centenas de bilhões de yuans para o sistema financeiro.

Na Zona do Euro, o PMI de servições subiu para 52,7 em janeiro, de 51,6 em dezembro.

Na agenda do dia teremos dados de empregos no setor privado às 11h15 e PMI de serviços Markit às12h45 nos Estados Unidos.

Bolsas no velho continente, futuros norte-americanos e commodities trabalham em leve baixa, após o rali de ontem.

A troca de comando na Petrobras, que deverá envolver toda a diretoria e ocorrer no final de fevereiro, deverá continuar impactando os papéis da estatal.

Nomes como Henrique Meirelles, Rodolfo Landin, Jorge Gerdau e Roger Agnelli são os mais fortes.

gráfico diário do Ibovespa nos mostra o rompimento das médias móveis no pregão de ontem, levando junto a resistência 48.722, que agora é suporte imediato.

O caminho mais natural para o benchmark seria um teste da forte região de resistência entre 49.890 e 50.280 (máxima do ano), nos próximos dias, capaz de virar tecnicamente o mercado para compra se rompida.



Bons negócios!

Wagner Caetano
Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário