quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Mercados à espera do BCE

Europa, futuros norte-americanos e petróleo operam em alta moderada nessa manhã de quinta-feira.

O mercado espera ainda para hoje o anúncio das medidas de estímulos na Europa, o início de um programa de relaxamento quantitativo (QE) para a compra de bônus soberano, numa tentativa de reavivar a economia na zona do euro e afastar o risco de deflação na região.

O apetite por ações também foi estimulado pela decisão do Banco Popular da China (PBoC) de injetar 50 bilhões de yuansno sistema bancário chinês por meio de uma oferta de contratos de recompra reversa de uma semana.

Olho vivo na área de educação, pois empresários do setor tentam reverter as alterações do FIES.

No Brasil, os investidores estrangeiros aumentaram a posição comprada no índice futuro de 81.969 para 85.124 contratos surfando a alta de ontem.

Por aqui o índice futuro mostra impacto positivo desses market movers supra citados e também do aumento de juros (Selic) de0,5% anunciado ontem, no caminho do doloroso mas desejado ajuste fiscal.

Ontem o IBOV fechou em forte alta, rompendo as médias móveis e o forte 48.722 em fechamento.

O alvo agora para o curtíssimo prazo é 49.890.

Se tiver forças para superar esse patamar, o que deve ocorrer entre hoje e amanhã, terá uma prova de fogo no decisivo 50.260, máxima do ano.




Wagner Caetano
Top Trader

Nenhum comentário:

Postar um comentário