terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Investidores avaliam Grécia, China e Rússia

Investidores estrangeiros iniciam a terça-feira comprados em 75.495 contratos de índice futuro.

O minério de ferro renovou a sua mínima desde 2009 e fechou cotado a US$ 62,8 a tonelada, baixa de0,8%.

Em janeiro a queda acumulada chega a 11,8%.

Grécia e Rússia continuarão no radar dos investidores.

Sinais da OPEP de que o petróleo pode estar próximo a um piso trazem volatilidade.
Balanços de grandes empresas como American Air Lines, Apple e Yahoo devem movimentar as bolsas norte-americanas.

Na China o PBOC injetou 60 bilhões de Yuans por meio de operações de mercado aberto essa terça-feira.

No gigante asiático o lucro industrial recuou 8,0% em dezembro/14 ante dezembro/13.

Autoridades chinesas revelaram que o país pretende criar 10 milhões de empregos em 2015 e que a meta de expansão da produção industrial em 2015 foi reduzida para 8,0%.

No âmbito doméstico, teremos o aguardado balanço da Petrobras após o fechamento do mercado e a reunião ministerial que poderá fortalecer a autonomia do Ministro Joaquim Levy, se forem plenamente respeitadas as suas ideias para o ajuste fiscal.

Ibovespa ontem teve uma sessão de recuperação conforme indicamos. ao longo do dia e precisa se firmar acima de 48.722, posteriormente romper as médias móveis e por fim a máxima do ano na região de50.280, para liberar compra mais consistente.




Bons negócios!

Wagner Caetano
Cartezya

Nenhum comentário:

Postar um comentário