sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Feliz ano novo!

Futuros norte-americanos operam em alta firme.

Velho continente com viés de alta, porém com algumas bolsas patinando pela falta de liquidez.

No Brasil, gestores efetuando manobras para compor suas carteiras de acordo com a nova prévia do Ibovespa.

Por aqui o PMI industrial (HSBC) subiu para 50,2 em dezembro, de 48,7 em novembro.

PMI do setor industrial chinês medido pelo HSBC caiu para 49,6 em dezembro, de 50,0 no mês anterior.

Já o PMI do setor industrial oficial, medido pela agência nacional de estatísticas caiu para 50,3 em dezembro, de 50,1 em novembro.

Ao mesmo tempo que geram preocupações, aumentam a expectativa sobre anúncios de novas medidas de apoio à economia pelas autoridades chinesas.

Investidores estrangeiros atuaram na compra na última terça-feira, aumentando a posição comprada no índice futuro de 105.227 para 106.388 contratos.

Mudanças de regras para ganhar o subsídio do FIES ficaram um pouco mais rígidas, pois antes bastava fazer a prova do ENEM, agora é preciso marcar pelo menos 450 pontos na múltipla escolha e não zerar na redação.

Isso gerou impacto negativo nas ações do setor educacional no dia 30 e no pregão de hoje,

Vamos monitorar os papéis de perto.

IBOV está em correção no gráfico diário, talvez corrigindo para romper 51.000 e montar um pivot de alta.

De qualquer forma seria interessante que permaneça acima de 49.890 no curto prazo.



Bons negócios!

Wagner Caetano
Top Trader

Nenhum comentário:

Postar um comentário