quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Balanço da Petrobras e FED no radar

Bom dia investidor!

Investidores estrangeiros inciam o pregão de hoje comprados em 72.128 contratos de índice futuro.

Na China, o mercado de trabalho permaneceu robusto no quarto trimestre do ano passado segundo o maior site de recrutamento chinês, o Zhaopin.com.

O número de vagas de emprego no site cresceu 37% nos últimos três meses do ano passado ante igual período do ano anterior.

Na Alemanha, o índice GFK de confiança do consumidor subiu para 9,3 em fevereiro; previsão 9,1.

Ontem na reunião ministerial a presidenta Dilma defendeu o ajuste fiscal e isso deve impactar o mercado de forma positiva.

Por outro lado a Petrobras divulgou seu balanço não auditado do terceiro trimestre de 2014 com dois meses de atraso e frustrou a expectativa dos investidores, uma vez que as baixas contábeis não foram incluídas.

O lucro da companhia recuou recuou 38% ante o segundo trimestre de 2014. Isso evita que dívidas vençam de forma antecipada, porém não passa credibilidade.

Veremos ao longo do pregão como o mercado interpreta o fato.

Também voltou a ventilar notícias de uma troca de comando na empresa, sendo Henrique Meirelles o nome da vez.

Na agenda do dia teremos o aguardado fluxo cambial no Brasil às 12h30; nos EUA dados dos estoques de petróleo do DOE às 13h30 e a decisão da política monetária do FED às 17h.

gráfico do Ibovespa mostrou ontem a busca de suporte na região que tem segurado o mercado na congestão atual, um pouco acima de 47.000.

Houve importante reação dos compradores ao longo do dia e hoje bastaria um fechamento acima de 48.722 para passar um pouco mais de confiança na compra, seguido pelo rompimento da linha vermelha no gráfico, a média móvel exponencial de 21 períodos.

O volume foi maior comparado aos dias de queda.



Bons negócios!

Wagner Caetano
Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário