terça-feira, 9 de setembro de 2014

Ucrânia derruba a Europa e Brasil especula pesquisas eleitorais

Bolsas européias realizam lucro com tensões na Ucrânia e em segundo plano referendo na Escócia.

No Brasil, investidores estrangeiros atuaram na venda de Petrobras ante as denúncias de corrupção ventiladas no final de semana.

Temos ações importantes do IBOV com sinalização de queda para o curto prazo.

agenda do dia não é expressiva, por isso o foco deverá ser pleno na corrida eleitoral para a presidência da República, na expectativa por novas pesquisas.

Boatos que mostrariam queda da candidata Marina Silva ajudaram a afundar o mercado doméstico ontem.

Especula-se que teremos uma pesquisa divulgada às 10h30 realizada pela CNT/MDA e uma outra sondagem Datafolha sem horário definido.

minério de ferro renovou a sua mínima de 5 anos e cai para US$ 83,2 a tonelada.

Isso deverá continuar pressionando as ações de mineração e siderurgia.

O gráfico diário do Ibovespa mostra a média móvel de 5 períodos inclinada para baixo e a perda da média móvel exponencial de 21 períodos perdida como suporte.

Isso torna o forte suporte 58.140 alvo para o curto prazo.

Ali teremos mais consistência para interpretar se o movimento é apenas uma correção para o benchmark tomar fôlego ou o início de uma reversão.


Bons negócios!

Wagner Caetano
Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário