segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Sangue na tela

Mercados globais sentem sinais negativos vindos da China e Hong Kong.

Somam-se a isso bolsas infladas e tensões geopolíticas no Iraque e Ucrânia.

No Brasil, reação concreta da presidenta Dilma marcou um dia histórico para o mercado financeiro doméstico, um dos maiores gaps de baixa de todos os tempos.

nível de stress nas negociações no Brasil é um dos mais altos registrados nos últimos anos, com altíssimo grau de volatilidade.

Até as eleições em primeiro turno no domingo teremos fortes emoções.

Observando o gráfico do Ibovespa, enquanto abaixo de 55.250 o mercado estará vendido.

Foi esse ponto que impulsionou os negócios logo após o acidente com o candidato Eduardo Campos, quando o mercado começou a precificar uma maior chance de vitória da oposição.


Wagner Caetano
Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário