terça-feira, 10 de junho de 2014

China dita o ritmo novamente, e as pesquisas eleitorais?


PPI chinês caiu 1,4% em maio ante maio de 2013, previsão de – 1,5%.

CPI chinês subiu 2,5% em maio ante maio de 2013, previsão + 2,5%.

Nada que traga euforia às bolsas européias, futuros americanos e metais.

Nos EUA conheceremos os números dos estoques de atacado e relatório sobre emprego às 11h.

Ainda nos Estados Unidos, o otimismo das pequenas empresas subiu para 96,6 em maio e atingiu o maior nível desde setembro de 2007.

As bolsas norte-americanas refletem, trabalhando na máxima histórica, melhorias e bons fundamentos da economia, diferente do Brasil onde o cenário é puramente especulativo.

Pesquisas eleitorais, sejam nacionais ou locais, são, juntamente com o fluxo externo, o motor do Ibovespa.

Nosso benchmark está num ponto decisivo: a região compreendida entre 54.300 e 54.500 pontos.

Se romper e fechar acima desse valor, terá grande espaço para subir, com alvo imediato em 55.900 e depois 56.750, a máxima do ano.

Por outro lado, se mostrar fraqueza e começar a ceder, poderá marcar um topo duplo no gráfico, abrindo oportunidade de venda, com suportes em 53.400 e 51.995.


Bons negócios!

Wagner Caetano
Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário