sexta-feira, 16 de maio de 2014

Reta final da temporada de balanços agita os negócios


Europa e EUA em direções mistas, sem uma tendência definida, após a forte queda de ontem.

Diversos resultados corporativos divulgados ontem agitam o pregão.

Credit Suisse rebaixou ADR da Vale e as suas ações trabalham marcando sucessivas mínimas.

Estamos chegando ao final da temporada de balanços no Brasil e veremos com os investidores irão reagir.

Vale destacar o IED (investimento estrangeiro direto) na China que subiu 3,4% em abril, para US$ 8,7 bilhões, o MNI (índice de sentimento das empresas) na China subiu para 53,7 em maio, de 51,1 em abril, agência Fitch afirmou que os dados da China de janeiro a abril ressaltam os riscos do setor imobiliário local, superávit comercial na Zona do Euro caiu para 17,1 bilhões de Euros em março, de 21,9 bilhões de Euros em março de 2013, nos Estados Unidos construções de moradias iniciadas subiram 13,2% em abril ante março, previsão + 3,1%, permissões para novas obras subiram 8,0% em abril, previsão + 1,6%,dados que devem evitar uma queda de maior expressão das bolsas norte-americanas, uma vez que o sentimento do consumidor caiu para 81,8 em maio, previsão 84,3.

No Brasil, podemos notar no gráfico diário do Ibovespa que o mercado sentiu a forte resistência na região de 54.320, ponto que gerou a forte queda iniciada em novembro de 2013.


Bons negócios!

Wagner Caetano
Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário