sexta-feira, 30 de maio de 2014

Efeito Minério de Ferro derruba Ibovespa

Bolsas na Europa trabalham majoritariamente com viés de alta, enquanto as bolsas americanas tem leve baixa, após se aproximarem novamente de suas máximas históricas.

No Brasil, o minério de ferro exerce nessa sessão um peso relevante, com seu viés baixista, afetando diretamente mineração e siderurgia.

Os bancos também imprimem pressão vendedora no mercado doméstico, mudando a tendência de curto prazo para baixa se fechar em patamares inferiores a 52.260.

Superávit primário do setor público impulsiona o dólar.

PIB brasileiro cresceu 0,2% no primeiro trimestre em relação ao último de 2014.

mercado parece não ter apreciado os números.

Economistas falam em semi-estagnação.

Ibovespa está penetrando uma importante região de suporte.

Se fechar abaixo de 51.870 este ponto será uma resistência pelo princípio de inversão de polaridade da análise técnica e o alvo para o curtíssimo prazo será 50.775.




Wagner Caetano
Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário