quinta-feira, 8 de maio de 2014

Brasil está mesmo na contramão


Nosso mercado tem vida própria, definitivamente.

Hoje as bolsas externas estão em alta firme, fruto de dados comerciais na China, acima das expectativas.

Porém no Brasil temos baixa.

As razões podem ser inúmeras: fluxo vindo da Rússia buscando uma oportunidade de risco porém mais segura, ações baratas, negociando com desconto em relação ao seu valor patrimonial, expectativa positiva pela perda de popularidade do atual governo e ascensão da oposição ou simplesmente fluxo financeiro que procura alocação.

Enquanto o dólar estiver fraco, seja por atuação do banco central ou condições do mercado, dificilmente teremos queda no Ibovespa, pois será um reflexo de entrada de recursos, em uma bolsa cada vez mais povoada por investidores estrangeiros.

Balanços corporativos e eleições no radar.


Wagner Caetano
Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário