quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Desaceleração na China

Futuros americanos em baixa.

Europa operando sem direção única.

Estrangeiros comprados em 27.506 contratos de índice futuro.

Na agenda do dia, bem agitada por sinal, destacamos o IPCA – 15, que será divulgado no Brasil às 9h e nos Estados Unidos teremos:
  • 11h30 – Pedidos de auxílio desemprego
  • 12h00 – Preços cobrados pelas hipotecas às famílias norte-americanas
  • 13h00 – Indicador organizado pela Conference Board, compreende vários índices já divulgados, como pedidos de auxílio desemprego, custo de mão-de-obra e permissões para construção, denominado Leading Indicators
  • 13h00 – Vendas de imóveis usados
  • 14h00 – Estoques de petróleo

Há pouco foi divulgada no Brasil a Ata da última reunião do Copom.

Certamente terá impacto na abertura do Ibovespa Futuro.

Bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em baixa após um PMI fraco na China.

Segundo a pesquisa preliminar do HSBC, o índice de gerentes de compras (PMI) do setor Industrial da Chinarecuou para 49,6 em janeiro, de 50,5 em dezembro.

Essa foi a primeira vez desde julho que o PMI industrial chinês ficou abaixo de 50, indicando contração da atividade.

O PMI preliminar composto da Zona do Euro, divulgado às 7h00, subiu a 53,2 em janeiro, maior nível em 31 meses, sustentando algumas bolsas da região no campo positivo.

Bons negócios!

Wagner Caetano
Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário