quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Forte queda das ADRs; Petro segue em compasso de espera

Mercado pesado, refletindo a ata do FED divulgada ontem, que trouxe aversão ao risco e especial viés de queda para as ADRs brasileiras negociadas em NY.

Contribui para o gatilho de vendas no Brasil a prévia do PMI chinês (HSBC) divulgada ontem à noite, um pouco abaixo do esperado, recuando para 50,4 ante 50,09 em outubro.

Na agenda do dia teremos nos Estados Unidos às 11h30 o PPI (Producer Price Index), índice de preços no atacado e os pedidos de auxílio desemprego.

Mais tarde, 13h, Philadelphia FED Index, índice que mede a atividade industrial na região.

Vale destacar o adiamento da reunião do conselho da Petrobras que avaliaria mecanismo de reajuste dos combustíveis, que penaliza as ações da empresa.

No último pregão os estrangeiros atuaram forte na ponta vendedora, diminuindo para 19.815 o saldo comprado, resultado de 11.553 contratos de índice futuro vendidos na terça-feira.

Isso corrobora com o fluxo cambial negativo divulgado ontem no Brasil, negativo em US$ 720 até o dia 14/11/2013, sendo que o fluxo financeiro está negativo em US$ 1,153 bilhão.


O gráfico do WINZ13 mostra um mercado vendido no curtíssimo prazo.

A perda de 52.090 projeta uma região de forte suporte entre 51.300 e 51.410.

Bons negócios!

Wagner Caetano
Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário